Tradutor / Translate

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Ação retira 100 metros de redes prejudiciais à vida marinha

Iniciativa fez parte do projeto Limpeza dos Mares, da Acatmar

Em sua terceira temporada e com oito etapas realizadas, o projeto Limpeza dos Mares, capitaneado pela Associação Náutica Brasileira (Acatmar), realizou no último sábado, 21 de outubro, a segunda ação deste ano, desta vez para a retirada de redes fantasma na Reserva Marinha da Ilha do Arvoredo (pequeno arquipélago oceânico, visível da costa norte da Ilha de Santa Catarina). A entidade foi a convite do ICMBio, que fiscaliza a reserva.

O evento partiu do trapiche de Canasvieiras desta vez com destino a Ilha das Galés, pertencente à reserva e próxima ao município de Bombinhas, no litoral norte de Santa Catarina. “No local existe um navio cargueiro afundado, que se tornou um criadouro natural de peixes e encontrava-se envolto em várias redes de pesca. Um grande matadouro para a vida marinha”, afirma Leandro ‘Mané’ Ferrari, presidente da Acatmar. Mais de 70 mergulhadores voluntários fizeram parte desta etapa que retirou cerca de 100 metros de redes abandonadas.

O projeto Limpeza dos Mares Acatmar já coletou mais de 27 toneladas de resíduos do fundo do mar em praias e costões.

                                                                               
Fonte: PalavraCom 

Nenhum comentário:

Postar um comentário