Tradutor / Translate

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Cláusulas importantes em um contrato de aluguel


 É natural certa ocorrer insegurança na hora de locar o imóvel. Se você ainda tem dúvidas na hora de montar as cláusulas certas do contrato de aluguel, confira:

Você é um proprietário e está pensando em alugar seu imóvel? Quase todos os donos decidem fazer isso com seus bens, afinal, é uma ótima forma de ter uma renda extra e manter ou local ocupado. Porém, existe uma dúvida que permeia a cabeça de muitos proprietários: quais são as cláusulas mais importantes no contrato de aluguel?

Se você está com esse questionamento importante e crucial, fique tranquilo. Vamos te ajudar a entender melhor sobre esse tema e te ajudar a escolher as melhores práticas, deixar com mais garantias e seguranças na hora de locar. Boa leitura:

O contrato de aluguel de imóvel é uma etapa mais importante e fundamental na locação. Afinal, é ele quem descreve vai os direitos, mas principalmente os deveres, de ambos os contemplados - inquilino e proprietário. Esse documento é uma garantia de várias hipóteses que ocorrer: inadimplência, danos no imóvel, tempo de permanência, reajustes e muito mais.

Mas, sem mais delongas, confira abaixo como informações principais que não podem faltar nas cláusulas do contrato de aluguel:

Descrição completa dos contemplados sem contrato de aluguel

As informações completas do proprietário e inquilino são itens que não podem faltar nas cláusulas. Nome, CPF, endereço e parte sem acordo, devem ser bem sucedidos e registrados para garantia que ambos garantidos no contrato.

Tempo de contrato e renovação

Esse tópico é essencial e garantia que ambos os lados cumprem o prazo do contrato. Ele vai prever a data de início e tempo de contrato determinado, com a duração exata. Normalmente os contratos de aluguel tem o prazo de um ano, mas que pode ser devidamente negociado.

Outra cláusula importante é referente à renovação do contrato após o prazo inicial. A maioria dos proprietários coloca para ser de forma automática, mas é preciso entender o cenário da locação e outras porventuras.

Valor do aluguel e reajuste

Cláusula fundamental de qualquer contrato de aluguel é referente ao valor, associado ao reajuste aplicado. Na parte de valores, além do aluguel, deve ser também especificado qual das partes ficará responsável pelo pagamento do IPTU e outras despesas extras, por exemplo.

Além disso, também deve vir descrito qual será o índice de reajuste - normalmente é usado no IGP-M - e a periodicidade que ele ocorre, que casualmente é anual.

Garantias e seguros

Por muitos anos se calção ou fiador como garantia para contemplar o contrato de aluguel. Eles servem para, literalmente, garantir que em caso de inadimplência, esse aluguel provenha de outro local. Porém, outras formas surgiram - como o seguro fiança e o pagamento no cartão de crédito, por exemplo.

Fora isso, é também necessário colocar quais são os seguros que devem ser eliminados no imóvel e quem ficará responsável por ele. Normalmente é usado o seguro incêndio, para proteger imóvel e bens do inquilino de possíveis contratos.

Reformas e manutenções

Outro ponto que gera a dúvida nos proprietários de primeira viagem é referente a reformas e / ou materiais. Nenhum contrato de aluguel do imóvel, é imprescindível que isso seja bem descrito e acordado previamente, para evitar dor de cabeça.

Para reformas indispensáveis, ou seja, que afetem a segurança e integridade do imóvel, a responsabilidade fica com o proprietário. É natural que o inquilino pague e depois desconte no aluguel.

Mas, se for uma modificação estética, não necessária, o pagamento deve ficar com o inquilino, uma vez que a atitude partiu dele e não existia real necessidade.

E aí, conte para a gente, conseguimos tirar as suas principais dúvidas nesse artigo? Deixe seu comentário e diga se algo ainda não ficou claro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário